Haiti: dois anos depois do terremoto, Caritas prossegue trabalho de assistência às vítimas

Passados quase dois anos do terremoto que devastou o Haiti, a Caritas prossegue seu trabalho de assistência às vítimas do sismo. Em 12 de janeiro de 2010, o tremor provocou a morte de 230 mil pessoas, 300 mil feridos e um milhão e meio de desabrigados.

As ofertas oriundas de todo o mundo nesses dois anos permitiu a esse organismo católico realizar inúmeros projetos para a reconstrução do país – onde 90% das infraestruturas ficaram destruídas – e para melhorar as condições de vida da população.

Superada a fase da emergência (distribuição de alimentos, água potável, remédios e gêneros de primeira necessidade), a Caritas se concentrou nos projetos a longo prazo, a começar pela reconstrução dos bairros residenciais – o que, como destaca Caritas Haiti, representa por si só “uma vitória sobre o terremoto e um novo início para as famílias mais vulneráveis”.

Outra prioridade foi garantir o acesso à saúde, principalmente depois da epidemia de cólera que atingiu a Ilha em outubro de 2010, e à educação: a Caritas financiou a reconstrução de muitas escolas e programas direcionados às crianças mais pobres. Ofereceu também assistência psicológica às pessoas traumatizadas pela catástrofe.

Todos os projetos financiados pela Caritas podem ser consultados no site http://www.caritas.org/

 

fonte: Rádio Vaticano


santo protetor orações