Santa Mariana

Dia 26 de maio

História: Nasceu em Quito no Equador em 31 de outubro de 1618. Filha de Don Girolando Flores Zenel de Paredes e Mariana Cranobles de Xaramilo. Diz a tradição que o seu nascimento teria sido acompanhado de um fenômeno celestial incomum. Ela ficou órfã muito nova e foi criada pela irmã mais velha e seu cunhado. Mariana era um jovem piedosa com um forte devoção a Maria. Ela foi milagrosamente salva da morte várias vezes .

Atraída para a vida religiosa aos 10 anos fez os votos de pobreza, castidade e obediência. Inicialmente desejava ser uma freira Dominicana, mas em vez disto se tornou uma eremita na casa de sua irmã e sua vida mudou a tal ponto que exceto a para ir a igreja, não saia de casa. Dada a forte e severa austeridade ela pouco dormia, orava horas a noite, só comia 250 gramas de pão seco ao dia e as vezes ficava até oito dias sem comer nada, se alimentando somente da Eucaristia, a qual recebia diariamente, na Comunhão.

Entrava em êxtases e tinha o dom da profecia, via a distancia, lia mentes e corações, curava vários doentes apenas com o Sinal da Cruz ou com um pequeno respingo de água benta e pelo menos uma vez ela trouxe uma pessoa de volta a vida.

Durante os terremotos de 1645 e as enevitáveis epidemias em Quito ela publicamente em oração, se ofereceu como vitima para a cidade e morreu logo após. Imediatamente após sua morte nasceram lírios brancos de seu sangue e as epidemias desapareceram milagrosamente. A Republica do Equador a declarou oficialmente ” heroina nacional”.

Santa Mariana morreu em 26 de maio de 1645, foi beatificada em 10 de novembro de 1853 pelo Papa Pio IX, e canonizada em 1950 pelo Papa Pio XII.

Devoção: –

Padroeira: dos órfãos e pessoas doentes

Outros Santos do dia: Eleutério (papa); Zacarias (bispo); Simítrio (presb); Quachado, Felicíssimo, Heráclio, e Paulino, Prisco, Máxima e Montano (mártires); Albiono (confes); Berengário (monge).


santo protetor orações